domingo, 20 de dezembro de 2015

OPINIÃO! «O Mago, O Guardião dos 22 Segredos», de Luísa Jourdain

Autor: Luísa Jourdain
Data de publicação: Fevereiro de 2015
Número de páginas: 670
ISBN: 978-989-51-3125-9
Colecção: Mundo Fantástico
Género: Literatura Fantástica

Sinopse:
"Lisboa, ano de 2010. Próximo do Natal, o inverno promete ser longo, frio e sombrio. Bernardo de Vila Nova, psicólogo e cidadão do mundo, não imaginava o que o esperava ao chegar a casa e sentar-se no velho sofá com um livro novo nas mãos.
Helena Pereira, estudante e taróloga, dispunha as cartas do Tarot sentada no chão do seu quarto. Estava longe de adivinhar o que ia acontecer quando uma das cartas lhe saltasse das mãos. Invocados pelo Zodíaco, viajam no tempo à mística Provença Medieval ao encontro de uma ordem esotérica de magos e feiticeiras.
Rodeados de magia, recebidos por um astrólogo, um alquimista e um professor, protegidos pelas feiticeiras da Força, da Justiça e da Temperança, seriam iluminados pelo conhecimento antigo e assistiriam à criação do Tarot de Marselha.
Ao longo de destemidas aventuras, enfrentam poderosas personagens e assistem, ao vivo, à criação dos arquétipos dos arcanos maiores do Tarot.
Que segredos trouxeram? Que magias revelaram?
O que muda, cresce e enaltece no Ser quando se transforma num viajante do tempo e percorre os caminhos fantásticos da alma oculta e da mente iluminada."

Opinião:
Ora aqui está um livro muito, muito interessante.

O Mago, O Guardião dos 22 segredos é um livro que não apaixona qualquer um, mas uma coisa é certa....é uma obra que tem o poder de nos maravilhar com as palavras que nos ensinam e nos contam a história de umas cartas que tanto significado e simbologia encerram, as 22 cartas, chamadas de Arcanos Maiores...cuja história faz sentido desde o Mago até ao Louco.

Foi ao ler este livrinho que fui percebendo alguma simbologia, que de um forma natural mas ao mesmo tempo muito cuidada, a autora nos transmite. 

Reconheço que para além da ficção e da linda história que nos é contada, o estudo das cartas está bem presente. Por isso recomendo a leitura a todos os curiosos como eu e a quem tem uma devoção às artes que podem ser tão interessantes, quanto desafiante! 

Meus caros... nesta vida, para tudo há uma explicação, não há coincidências!

Boas Leituras!

OPINIÃO! «O Diário de Arianna», Saga Four Elements Vol. 1, de Ana Luísa Matos

Autor: Ana Luísa Matos
Data de publicação: Dezembro de 2014
Número de páginas: 442
ISBN: 978-989-51-2469-5
Colecção: Mundo Fantástico
Género: Literatura Fantástica

Sinopse:
"E se num só dia tudo o que conhecêssemos como normal se alterasse? Se toda a ficção que conhecemos dos livros se misturasse com a realidade?
Serena Moon e as suas três amigas são raparigas comuns, cujas preocupações se centram na escola e nos típicos problemas do fim da juventude. Contudo, tudo muda quando aparições divinas, poderes sobrenaturais e seres feitos de lama definem um novo rumo nas suas vidas. Confrontadas com uma estranha realidade, as jovens cépticas descobrem ser as reencarnações de antigas Princesas­ Guerreiras dos quatro elementos, regentes de um mundo há muito perdido.
Lutando contra uma poderosa inimiga do passado e buscando o misterioso objecto que esta tanto ambiciona, as jovens deparam-­se com um curioso diário que desvenda segredos sombrios há muito enterrados. Este encerra uma derradeira profecia que dita um trágico destino, todavia escasseiam as pistas sobre o objecto e a sua enigmática localização, levando as jovens para perigosas e surreais aventuras. É urgente encontrar esse malfadado objecto, mas como encontrá-­lo se as jovens desconhecem do que se trata?
Sonhando com a sua vida passada enquanto Princesa da Água, Serena vê-­se dividida entre um amor fresco e libertador que a enche de felicidade e um outro quente e misterioso que a desencaminha sedutoramente. Porém, quem será o desaparecido Príncipe da Água, para si designado pelos Deuses?
Um enorme e envolvente mundo onde o romance e a acção estão presentes em cada página, onde a comédia delicia o leitor e o suspense devora o fã. Four Elements chega até nós como um sonho tornado realidade."

Opinião:
Gostei de ler O Diário de Arianna, apesar de ser um pouco "teen" demais nos diálogos das personagens, no entanto a história em si acaba por ser interessante de ler principalmente para quem gosta deste género de livros com aventuras no ensino secundário e amores da juventude, com o despertar da idade adulta bem perto.

A leitura é bastante leve, alguns relatos lembram outras histórias e outros livros, por exemplo a série Casa da Noite, como também a série de televisão "Teen Wolf", mas não deixa de ser uma leitura agradável.

Como se trata do primeiro volume, ficou muito por revelar e a curiosidade acaba sempre por levar o melhor de mim...!!

Boas Leituras!

domingo, 13 de dezembro de 2015

OPINIÃO! «A Hora Solene», de Nuno Nepomuceno

A Hora Solene
Freelancer - Livro III
Autor: Nuno Nepomuceno
"Lutai, vós homens de valor."
Edição/reimpressão:2015
Páginas: 430
Editor: Top Books
ISBN: 9789897060021

Sinopse:
"Através de uma viagem frenética por entre os deslumbrantes cenários reais de Londres, Hong Kong, Macau, Praga, Belize, Moscovo e Lisboa, as missões multiplicam-se, os disfarces sucedem-se. Questões sobre ética, moral, família e o valor da vida humana são levantadas. E uma teia de meias-verdades, ilusões, e complexas relações interpessoais é finalmente desvendada no capítulo final de uma série que já estabeleceu novos patamares para a ficção nacional."

Opinião:
Depois de ter adorado os primeiros livros do autor, estava ansiosa por ler A Hora Solene e não me desiludi em nada!!
O autor mantém o seu estilo, uma narração que nos faz gostar das personagens e admirar a sua escrita. Não tenho dúvidas quando digo que é um leitura a não perder.

Neste volume fiquei rendida logo no primeiro capítulo (o que eu já estava à espera) e rapidamente percebi que parar a leitura seria uma tortura!!
Ainda bem que comecei numa sexta-feira e foi um fim-de-semana maravilhoso de descanso e leitura, na companhia de um André bem real!! :D eheh
Pois...porque eu também tenho o meu André...não é só a espia do oriente!

Não vou adiantar-me muito e nada de spoilers!! As críticas são boas e o Natal está aí à porta.....

Boas leituras!

domingo, 29 de novembro de 2015

OPINIÃO! «Fatima, A Filha de Maomé - As Mulheres do Islão, 2º Vol», de Marek Halter

Autor(es):Halter, Marek
Pág.: 320
ISBN: 9789725305621
Ano: 2015
Preço de Capa: €16
Preço Online: €14.39

Sinopse:
"A vida em Meca torna-se demasiado perigosa para o Mensageiro de Alá. Maomé decide partir e Fatima acompanha-o na sua longa viagem para Yatrib, futura Medina, onde são acolhidos pela comunidade judaica que reconhece nos ensinamentos de Maomé a herança de Abraão e de Moisés. No entanto, essa é uma época de mágoa para Fatima. O pai desposa Aïcha, a filha muito jovem de Abu Bakr e Fatima sente-se traída. 
O nascimento de Hassan, seu primeiro filho, já esboça o conflito que continua a dividir o mundo muçulmano. Quem será o herdeiro do Profeta? A linhagem de Hassan, reivindicada pelos xiitas? Ou a de Abu Bakr, reivindicada pelos sunitas? 

Longe das ideias feitas, o romance de uma mulher rebelde no momento em que o nascimento do Islão altera o equilíbrio entre judeus, cristãos e politeístas na Península Arábica."

Opinião:
Fascinada pela forma como o escritor Marek Halter me conquistou no primeiro volume, avancei para a leitura de «Fatima» e mais uma vez adorei o enredo, ao qual me agarrei e li com admiração.

A filha de Maomé apresenta-se como uma menina cheia de força, que insiste em ser diferente das suas irmãs e das restantes mulheres. Para Fatima a felicidade não está em casar e ter filhos, para ela a felicidade reside em proteger o seu pai, aprender a defender-se e correr livremente pelas ruas. Infelizmente, esta felicidade não perdura e mais cedo do que julga terá que fazer o seu papel de mulher...

Adorei esta história, apesar de ter sentido falta de uma personagem que me marcou muito no primeiro volume e que não nos acompanha nos seguinte, Khadija.

Neste livro, também ficamos a conhecer a segunda mulher de Maomé e pelo que estive a ver, será a personagem principal no terceiro volume. O que me alegra, porque Aicha sofreu de uma doença repentina e da qual recuperou de uma forma igualmente estranha, deixando no ar a sensação de que rejuvenesceu para poder acompanhar o profeta. 

Boas Leituras!

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Projecto Adamastor: Inquérito «Os Melhores Romances Escritos em Língua Portuguesa»

Olá a todos!!!

Hoje venho perguntar se já conhecem o Projecto Adamastor!!??

Pois bem, se não conhecem e querem explorar um bocadinho sobre o assunto, deixo aqui os links e alguma informação que me chegou da parte de um dos responsáveis pelo projecto, Ricardo Lourenço. A quem aproveito para das os meus parabéns por esta iniciativa!

Mas afinal de que iniciativa estou a falar??

"...Projecto Adamastoruma iniciativa dedicada à conversão de clássicos da literatura portuguesa e brasileira para formato digital; [...]"


Como participar? Através de
"[...] um inquérito que lançámos recentemente, intitulado «Os Melhores Romances Escritos em Língua Portuguesa». Tal como o nome indica, a nossa intenção é elaborar uma lista dos melhores romances de autores lusófonos, contando para isso com a opinião do público em geral."

Aqui fica o link: http://projectoadamastor.org/


Inquérito «Os Melhores Romances Escritos em Língua Portuguesa»:


Quem estiver interessado e colaborar com um projecto tão interessante quanto este, pode entrar em contacto com os responsáveis:
"Uma iniciativa desta natureza depende de trabalho voluntário, pelo que se estiverem interessados em colaborar podem entrar em contacto connosco através do emailgeral@projectoadamastor.org, ou do formulário de contacto."


Participem!

E Boas Leituras!

OPINIÃO! «A Espia do Oriente»,de Nuno Nepomuceno

A Espia do Oriente
Freelancer - Livro II
Autor: Nuno Nepomuceno
Edição/reimpressão:2015
Páginas: 376
Editor: Top Books
ISBN: 9789897061479

Sinopse:
"Dubai, Emirados Árabes Unidos.

De férias na região, um investigador norte-americano é raptado do hotel onde se encontrava instalado. Uma nova pista sobre um antigo projecto de manipulação genética é descoberta e a Dark Star, uma organização terrorista internacional, está decidida a utilizar os conhecimentos deste cientista para ganhar vantagem.

Contudo, de regresso à Europa, uma das suas operacionais resolve trair o sindicato do crime e oferece-se para trabalhar como agente dupla ao serviço da inteligência britânica. O mistério adensa-se quando esta mulher, de nome de código China Girl, impõe como única condição colaborar com André Marques-Smith, o director do Gabinete de Informação e Imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros português e espião ocasional.

Obrigados a trabalhar juntos para evitarem um atentado a uma importante líder europeia, uma atmosfera tensa, de suspeição e desconfiança, instala-se de imediato entre os dois. Mas que segredos esconderá esta mulher, cujo próprio nome é uma incógnita? Serão as suas intenções autênticas? Será o espião português capaz de resistir à sua invulgar e exótica beleza?

Vencedor do Prémio Literário Note! 2012, Nuno Nepomuceno regressa com A Espia do Oriente, o segundo livro da série Freelancer. Por entre os cenários reais de Budapeste, Berlim, Londres, Courchevel, Dubai e Lisboa, o autor transporta-nos para um mundo de mentiras, complexas relações interpessoais, e reviravoltas imprevisíveis. Uma reflexão profunda sobre os valores tradicionais portugueses, contraposta com a sua já habitual narrativa intimista e sofisticada, e que vai muito além do tradicional romance de espionagem."

Opinião:
Neste volume o autor não fica aquém das expectativas, muito pelo contrário, desenvolve muito bem a narração e manteve-me sempre presa ao enredo, tal como no primeiro volume.

A Espia do Oriente dá-nos aquele sabor a acção e romance à mistura, com as duas personagens André e a China Girl (Anna) a sentirem uma atracção inesperada um pelo outro.

Mais uma vez digo, fiquei a gostar da escrita do autor e os seus livros são perfeitos para os amantes de leitura!

Ah! Antes que me esqueça, o final deste segundo volume foi inesperado, o que me deixou em autêntico sofrimento e ansiedade à espera do terceiro, que por sinal, já estou a ler!! eheh

Boas Leituras!

domingo, 1 de novembro de 2015

OPINIÃO! «O Espião Português», de Nuno Nepomuceno

O Espião Português
Freelancer - Livro I
Autor: Nuno Nepomuceno
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 376
Editor: Top Books
ISBN: 9789897061424

Sinopse:
"E se toda a sua vida, tudo aquilo em que acredita, não passar de uma mentira?
O que faria?

Quando André Marques-Smith, o jovem director do Gabinete de Informação e Imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros português é enviado à capital sueca, está longe de imaginar que aquele será um ponto de viragem na sua vida.

Ao serviço da Cadmo, a agência de espionagem semigovernamental para a qual secretamente trabalha, recupera a primeira parte de um grupo de documentos pertencentes a um cientista russo já falecido. Mas quando regressa a Portugal, tudo muda. Uma nova força obteve a segunda parte do projecto e, de uma forma violenta e aterrorizadora, resolveu mostrar ao mundo que está na corrida pelos estudos do cientista.

Por entre cenários reais de cidades como Estocolmo, Roma, Viena, Londres e Lisboa, a luta pelo inovador projecto começa, os disfarces sucedem-se, as missões multiplicam-se. E, enquanto é forçado a lidar com os condicionalismos de uma vida dupla, André vê-se inesperadamente envolvido num mundo de mentiras e traições, o mesmo que o levará a fazer uma descoberta que poderá mudar toda a Humanidade.

Vencedor do Prémio Literário Note 2012, O Espião Português funde elementos tradicionais da ficção de espionagem com uma abordagem inovadora, intimista e sofisticada. Thriller intenso e vertiginoso, ode à família, amizade e amor, este é um romance imprevisível e contemporâneo ao qual não conseguirá ficar indiferente."

Opinião:
Em primeiro lugar devo dizer que o autor Nuno Nepomuceno passou a ser um dos meus autores favoritos, o que não é de espantar, pois tem uma escrita maravilhosa, suave, que flui como a água! A sua pesquisa é notável nos dois volumes da série Freelancer e o nome da personagem principal é André!!! O que posso pedir mais??

É um autor revelação, sem dúvida nenhuma!!! Com obras que têm uma qualidade magnífica e uma leitura imperdível!
O nome da personagem principal é André Marques-Smith,o que deixou-me logo vidrada e apaixonada. Portanto, ninguém fala mal desta personagem, ok??! eheh

Não quero avançar muito com a crítica, acho que é importante referir que as críticas no geral são excelentes e penso que não devem perder oportunidade de ler. Quando comprei este primeiro volume, adquiri também o segundo e ainda bem porque foi pegar num, ler vorazmente e passar imediatamente para o seguinte!

A relação que André tem com os pais é um ponto muito importante no desenrolar da história. As mentiras e traições são uma constante, o que fizeram com que praticamente lê-se sem dar conta que já estava a conter a respiração, com um nervoso miudinho que já tinha saudade e que certos livros despertam em mim! eheh (faz parte :D)

O final, é como disse, tive que pegar imediatamente no segundo volume!!!  

Boas Leituras!

OPINIÃO! «A Rainha Vermelha», de Victoria Aveyard

Autora: Victoria Aveyard
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 352
Editor: Saída de Emergência
ISBN: 9789896378486

Sinopse:
"O mundo de Mare, uma rapariga de dezassete anos, divide-se pelo sangue: os plebeus de sangue vermelho e a elite de sangue prateado, dotados de capacidades sobrenaturais. Mare faz parte da plebe, os Vermelhos, sobrevivendo como ladra numa aldeia pobre, até que o destino a atraiçoa na própria corte Prateada. Perante o rei, os príncipes e nobres, Mare descobre que tem um poder impensável, somente acessível aos Prateados.

Para não avivar os ânimos e desencadear revoltas, o rei força-a a desempenhar o papel de uma princesa Prateada perdida pelo destino, prometendo-a como noiva a um dos seus filhos. À medida que Mare vai mergulhando no mundo inacessível dos Prateados, arrisca tudo e usa a sua nova posição para auxiliar a Guarda Escarlate - uma rebelião dos Vermelhos - mesmo que o seu coração dite um rumo diferente.

A sua morte está sempre ao virar da esquina, mas neste perigoso jogo, a única certeza é a traição num palácio cheio de intrigas. Será que o poder de Mare a salva... ou condena?"

Opinião:
No geral gostei bastante da leitura. Retrata um verdadeiro jogo de poder, com a astúcia das personagens sempre presente, mas também a inocência de algumas e traições de outras.

Houve momentos que me pareceram bastante semelhantes com passagens de outros livros e filmes, mas não me impediu de apreciar a leitura.

Segundo parece, será produzido um filme a partir do livro que certamente irei ver, especialmente por causa dos efeitos especiais que vão ser necessários nas demonstrações de poder dos prateados! 

Também tenciono ler o segundo volume, logo que seja publicado, sobre o qual tenho a esperança que seja muito melhor!

Boas Leituras!

domingo, 25 de outubro de 2015

OPINIÃO! «Khadija, A Mulher de Maomé», de Marek Halter

Título: Khadija, A Mulher de Maomé
             As Mulheres do Islão - Volume 1
Autor: Marek Halter
Código de Barras: 9 789 725 305 614
Págs.: 336
Preço: Euros 15,09 / 16,00
Colecção: Ilhas Encantadas
Romance

Sinopse:
"O nascimento do Islão começa por ser a história de uma mulher, Khadija. A primeira mulher do profeta, a mulher que o amava quando ele era apenas um jovem caravanista.
Viúva, bela e rica, Khadija tem de voltar a casar-se para manter o seu lugar na sociedade muito masculina de Meca. Contra toda a expectativa, escolhe um homem pobre, Muhammad ibn ‘Abdallâh. Durante dez anos de felicidade, impõe Muhammad aos poderosos clãs de Meca e forma com ele um casal excepcional, modelo de sabedoria e de moderação.

Durante toda a sua vida Maomé apoiou-se em três figuras eternas da feminilidade: a mãe, a guerreira e a confidente.
Se Khadija não tivesse dito: «Eu acredito», a aventura muçulmana não teria nunca começado. Sem a sua filha mais nova, Fátima, guerreira intransigente, Muhammad não teria conseguido impor o Islão na península arábica. E se Aicha, sua última mulher, não tivesse fielmente transcrito as suas palavras, não conheceríamos o Corão.


As Mulheres do Islão: A nova grande epopeia de Marek Halter"


Opinião:
Este livro deixou-me encantada! 

Khadija é uma mulher que apesar de viúva tem muito poder e tem vindo a aumentar a sua riqueza após a morte do seu marido Âmmar al Khattab. No entanto, não é a única poderosa em Meca.

Ora, quem tem poder, quer sempre mais poder até ser o mais poderoso, por isso o seu primo Abu Sofyan al Çakhr faz-lhe uma visita cheia de pompa e circunstância, nunca esquecendo de à mínima oportunidade passar a mão pelas escravas de Khadija sem que esta possa reparar (pensa ele).

Abu Sofyan propõe casamento a Khadija, mesmo que já seja casado com outras mulheres e "dono" de tantas outras que usa a seu "bel prazer" e ao mesmo tempo oferece-lhe a estátua da deusa Al Ozzâ, que mais tarde Khadija acusará como a razão de tanta infelicidade!
Acontece que Khadija não é uma mulher qualquer e astúcia não lhe falta!! Por isso, quando toma conhecimento que que existe alguém que pode fazer toda a diferença na sua vida e contrabalançar a proposta de Abu Sofyan, Khadija é levada a ponderar outro senhor para seu esposo.
É que Abu Nurbel e Ibn 'Abdallâh têm provas de que Abu Sofyan foi o cabecilha de uma razia a uma caravana de Khadija com o intuito de arruiná-la.
Mas Al'lat não permitiu, porque Muhammad (Maomé)engenhosamente conseguiu impedir esse sacrifício de sangue, perdendo-se apenas algumas velhas camelas da caravana de Khadija.

E é precisamente a esse homem que Khadija vai propor para ser seu esposo...

Assim pode começar uma luta pelo poder, mas também um amor!! Onde a força de uma mulher pode ser bem maior do que um homem que se acha poderoso!!!

Foi uma leitura muito agradável com personagens "poderosas" e tão bem caracterizadas que me deixou interessada durante toda a história, quer no desenrolar do romance aqui retratado, como também posteriormente fiquei com curiosidade e fiz mais algumas pesquisas sobre a história de Maomé.

Quando comecei a leitura pensei que seria um livro enfadonho, mas não!! Com uma narrativa coerente e envolvente, o autor conquistou-me!!

Adorei! :D


Boas Leituras!!!

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Novidades Editorial Bizâncio_Outubro de 2015

Site da editora: www.editorial-bizancio.pt


Título: Fatima, a Filha de Maomé
             As Mulheres do Islão - Volume 2
Autor: Marek Halter
Código de Barras: 9 789 725 305 621
Págs.: 320
Preço: Euros 15,09 / 16,00
Colecção: Ilhas Encantadas
Romance

Sinopse:
"A vida em Meca torna-se demasiado perigosa para o Mensageiro de Alá. Maomé decide partir e Fatima acompanha-o na sua longa viagem para Yatrib, futura Medina, onde são acolhidos pela comunidade judaica que reconhece nos ensinamentos de Maomé a herança de Abraão e de Moisés. No entanto, essa é uma época de mágoa para Fatima. O pai desposa Aïcha, a filha muito jovem de Abu Bakr e Fatima sente-se traída.

Casada com Ali sente-se constrangida num papel que não se lhe adequa.
O nascimento de Hassan, seu primeiro filho, já esboça o conflito que continua a dividir o mundo muçulmano. Quem será o herdeiro do Profeta? A linhagem de Hassan, reivindicada pelos xiitas? Ou a de Abu Bakr, reivindicada pelos sunitas?
  
Longe das ideias feitas, o romance de uma mulher rebelde no momento em que o nascimento do Islão altera o equilíbrio entre judeus, cristãos e politeístas na Península Arábica."




Título: Roma Antiga
           Por Cinco Denários por Dia
Autor: Philip Matyszak
Código de Barras: 9 789 725 305 669
Págs.: 192 (inclui 16 páginas de fotos a cores)
Preço: Euros 14,15 / 15,00
Fora de Colecção
História

Sinopse:
"Bem-vindo à maior cidade do mundo.
A majestosa, monumental, por vezes decadente, cidade imperial de Roma!

Viaje pelo tempo até ao ano 200 e percorra as ruas de Roma na companhia de rapazes da Trácia, comerciantes egípcios e mercenários germânicos. Saiba onde comprar especiarias exóticas e escravas ainda mais exóticas. Descubra os melhores alojamentos, o que não deve comer e onde sentar-se no Coliseu.



Este guia imaginativo recorreu aos textos daqueles que realmente lá viveram e às mais recentes descobertas arqueológicas para reconstruir Roma no auge da sua grandeza."


Convite Edições Colibri: Sessão de apresentação «5ª Divisão MFA - Revolução e Cultura» de Manuel Begonha


Convite Edições Colibri: Sessão de lançamento do livro «Contos Infalíveis», de Henrique Carmo Madeira



Link: http://www.edi-colibri.pt/Noticias.aspx?NoticiaID=522

sábado, 3 de outubro de 2015

OPINIÃO! «Mors Tua, Vita Mea a tua morte, a minha vida», de Vanessa Santos

Autora: Vanessa Santos
Data de publicação: Maio de 2015
Número de páginas: 546
ISBN: 978-989-51-3077-1
Colecção: Viagens na Ficção
Género: Ficção

Sinopse:
"Sou a Sara, e estou agoniada, desesperada, com suores frios, o mundo ganhou profundidade, está calor, não, é frio, estou tonta. Tirem-me daqui, por favor.
É assim que se inicia o relato de Sara, a rapariga mais comum da cidade de Leiria. É-lhe transmitido pelo seu chefe um segredo de família que lhes trará dificuldades e mudanças.
Em pouco tempo, Sara verá a sua vida dar uma volta de 180º, viverá momentos de pânico, medo e de pura paixão.
Trata-se de um relato divertido, que descreve o desenrolar da trama de uma forma leve, dando a conhecer o ponto de vista de uma jovem na casa dos vinte anos e no auge da sua imaginação, descrevendo as cenas que vive com à-vontade e humor."

Opinião:
Em primeiro lugar tenho que dizer que adoro a capa deste livro!!! Acho que está muito bem conseguida porque desperta logo a atenção do leitor. No meu caso provocou também uma expectativa bastante alta sobre a história que aí vinha e posso desde já dizer que não fiquei desiludida.

Gostei muito da leitura de Mors Tua, Vita Mea.
Envolvi-me muito facilmente na história de Sara, desde logo pela personagem tão trapalhona e ao mesmo tempo divertida! (sim, graças a este livro dei por mim a rir sozinha na praia quando estava a ler! parecia uma tolinha! eheh)
Cativante, com a dose certa de mistério e cheio de reviravoltas é um livro ao qual me apeguei muito facilmente! 

No entanto o final...além de ficar nostálgica porque terminei a leitura e triste porque uma personagem muito especial não resistiu...ao mesmo tempo fiquei cheia de curiosidade com o que ainda ficou por revelar.

Vou estar atenta aos próximos livros da autora Vanessa Santos!!!!

Boas leituras!

OPINIÃO! «Objetos Cortantes», de Gillian Flynn

Objetos Cortantes
Autor(a): Gillian Flynn
Edição/reimpressão:2015
Páginas: 320
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722529891

Sinopse:
"Recém-chegada de um internamento breve num hospital psiquiátrico, Camille Preaker tem um trabalho difícil entre mãos. O jornal onde trabalha envia-a para a cidade onde foi criada com o intuito de fazer a cobertura de um caso de homicídio de duas raparigas. 
Há anos que Camille mal fala com a mãe, um mulher neurótica e hipocondríaca, e quase nem conhece a meia-irmã, uma bela rapariga de treze anos que exerce um estranho fascínio sobre a cidade. 

Agora, instalada no seu antigo quarto na mansão vitoriana da família, Camille dá por si a identificar-se com as vítimas. As suas pistas não a conduzem a lado algum e Camille vê-se obrigada a desvendar o quebra-cabeças psicológico do seu passado para chegar ao cerne da história. Acossada pelos seus próprios fantasmas, terá de confrontar o que lhe aconteceu anos antes se quiser sobreviver a este regresso a casa."

Opinião:
Já estamos habituados ao género de Gillian Flynn e no meu caso, acabo sempre por estabelecer uma relação de amor-ódio com os livros da autora! Teimosamente insanos, mas impossíveis de largar.

Pois... e desta vez a autora conseguiu ultrapassar determinadas barreiras!!! A história não podia ser mais amarga e doce ao mesmo tempo, principalmente porque retrata uma família tão perturbadoramente ineficaz nas suas relações familiares, o que nos leva a conhecer o lado mais escuro e a mágoa desses parentes de sangue. E claro, a autora fá-lo com uma mestria que lhe é tão característica, acabando sempre por nos mostrar... algo mais!

Algo, que por vezes é tão difícil de digerir. Tenho que confessar que este livro foi especialmente desconcertante.

Gillian consegue abalar qualquer um!

Boas leituras!

OPINIÃO! «As Viúvas de Eastwick», John Updike

As Viúvas de Eastwick
Autor: John Updike
Edição/reimpressão:2009
Páginas: 300
Editor: Livraria Civilização Editora
ISBN: 9789722627962

Sinopse:
"Nesta deliciosa e sinistra sequela, Updike consegue apreender os sentimentos das mulheres sobre os seus corpos e as suas vidas sexuais, e as suas reflexões sobre a cultura e a desarmonia social são, como habitualmente, brilhantes. 

Mais de três décadas passaram desde os acontecimentos narrados em As Bruxas de Eastwick. As três divorciadas - Alexandra, Jane e Sukie - deixaram a cidade, casaram-se de novo e ficaram viúvas. Lidam com a dor e com a solidão como todas as viúvas: viajam pelo mundo, para terras exóticas como o Canadá, o Egipto e a China, e renovam a sua antiga amizade. Então, um Verão, motivadas pelo avançar da idade, pela solidão, pela culpa latente e por assuntos por resolver, as antigas Bruxas de Eastwick decidem regressar à velha cidade litoral de Rhode Island, onde outrora se entregaram a brincadeiras malévolas. Eastwick ainda possui o seu encanto, mas traz-lhes também recordações, e há ainda quem se recorde delas e lhes queira mal."

Críticas de imprensa:
John Updike é o grande feiticeiro jovial das letras americanas. E ainda mais mágica é o virtuosismo da sua prosa... Ele não escreve. Faz magia."
The New York Times Book Review 

As observações de Updike acerca da cultura e da desarmonia social ostentam o habitual esplendor.”
Publishers Weekly

A prosa arrebatadora de John Updike permanece inabalada…
The Observer 

“…Updike é o Mestre, e nenhum fã quererá perder As Viúvas de Eastwick.”
The Telegraph 

Opinião:
Vi o filme "As bruxas de Eastwick"...muitas e muitas vezes! Nas já ultrapassadas cassetes VHS!!!
Por isso, assim que descobri esta "relíquia" que retrata as bruxas já um pouco velhotas e viúvas, pensei que não podia deixar de ler.

No entanto não correu como eu esperava...pois achei a obra demasiado desinteressante e sem imaginação.
Talvez por ter-me "apegado" ao filme e eu própria ter imaginado mil e uma coisas para o futuro daquelas "bruxas velhotas"!!
Certo é que não gostei nada desta sequela. 

Paciência...

Boas leituras! 

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Reimpresões Editorial Bizâncio_Setembro de 2015

Título: O Que o Dia Deve à noite
Autor: Yasmina Khadra
Código de Barras: 9 789 725 304 174
Págs.: 352
Preço: Euros 11,79 / 12,50
Colecção: Montanha Mágica
  
Romance

Sinopse:
«O meu tio dizia-me: ‘Se uma mulher te amar, e se tiveres a presença de espírito para avaliar a extensão desse privilégio, nenhuma divindade te chegará aos calcanhares.’ Orão sustinha a respiração nessa Primavera de 1962. (…) Eu procurava Émilie. Tinha medo por ela. Tinha necessidade dela. Amava-a e regressava para lho provar. Sentia-me capaz de enfrentar furacões, trovões, todos os anátemas e as misérias do mundo inteiro.»

Yasmina Khadra oferece-nos neste livro um grande romance da Argélia colonial (entre 1936 e 1962) — uma Argélia torrencial, apaixonada e dolorosa — e lança uma nova luz, numa escrita soberba e com a generosidade que se lhe reconhece, sobre a separação atroz de duas comunidades apaixonadas por um mesmo país.

Novidades Editorial Bizâncio_Setembro de 2015

Site da editora: www.editorial-bizancio.pt


Título: Khadija, A Mulher de Maomé
             As Mulheres do Islão - Volume 1
Autor: Marek Halter
Código de Barras: 9 789 725 305 614
Págs.: 336
Preço: Euros 15,09 / 16,00
Colecção: Ilhas Encantadas
Romance

Sinopse:
"O nascimento do Islão começa por ser a história de uma mulher, Khadija. A primeira mulher do profeta, a mulher que o amava quando ele era apenas um jovem caravanista.
Viúva, bela e rica, Khadija tem de voltar a casar-se para manter o seu lugar na sociedade muito masculina de Meca. Contra toda a expectativa, escolhe um homem pobre, Muhammad ibn ‘Abdallâh. Durante dez anos de felicidade, impõe Muhammad aos poderosos clãs de Meca e forma com ele um casal excepcional, modelo de sabedoria e de moderação.

Durante toda a sua vida Maomé apoiou-se em três figuras eternas da feminilidade: a mãe, a guerreira e a confidente.
 
Se Khadija não tivesse dito: «Eu acredito», a aventura muçulmana não teria nunca começado. Sem a sua filha mais nova, Fátima, guerreira intransigente, Muhammad não teria conseguido impor o Islão na península arábica. E se Aicha, sua última mulher, não tivesse fielmente transcrito as suas palavras, não conheceríamos o Corão.
 
As Mulheres do Islão: A nova grande epopeia de Marek Halter"


domingo, 13 de setembro de 2015

OPINIÃO! «A Floresta dos Espíritos», de Jean- Christophé


A Floresta dos Espíritos

Autor: Jean-Christopher Grangé
Edição/reimpressão:2010
Páginas: 564
Editor: Editora Guerra & Paz
ISBN: 9789898174802

Sinopse:

"Jeanne Korowa, brilhante juíza com uma vida sentimental desastrosa, envolve-se na investigação de uma série de mortes violentas: desmembramentos e canibalismo em cenários macabros. Por despeito, Jeanne instala um gravador na sala do psicanalista do ex-namorado, e acaba por ouvir uma consulta de outro paciente: um pai que revela os desejos e actos sanguinários do seu filho autista. Esta e outras pistas conduzirão a juíza à Floresta dos Espíritos, onde descobrirá uma verdade que preferiríamos nunca chegar a conhecer."

Opinião:
Desta vez a minha opinião vai ser mesmo muito curta.
Não gostei da leitura, apesar de o final ter sido bastante interessante e bem escolhido. 
Mas até chegar à parte em que sentisse realmente interessada pela narração... ainda demorou e tornou difícil a leitura.

Esta é a minha simples e curta opinião, mas há boas críticas! Não fiquem por aqui e procurem opiniões de quem tenha gostado da obra!!

Boas leituras!


sexta-feira, 21 de agosto de 2015

OPINIÃO! «História de Lisboa», de Dejanirah Couto

Autor: Dejanirah Couto
Edição/reimpressão: 2003
Páginas: 392
Editor: Gótica
ISBN: 9789727920464

Sinopse:
"Os azulejos que cobrem as paredes de Lisboa contam a história de uma cidade feliz. Este livro convida-nos a descobrir uma Lisboa mais secreta, onde a memória e o imaginário se sobrepõem.
Já na antiguidade os Fenícios foram seduzidos pela sua "enseada amena". Atraídos pela prosperidade, os cruzados ajudam D. Afonso Henriques a conquista-la, acabando com o domínio dos Mouros, senhores da cidade durante quatro séculos. Audaciosos e pragmáticos, os Lisboetas lançam-se então no comércio marítimo, fazendo da sua cidade a rainha dos mares. Na época das Descobertas, D. Manuel I, o Venturoso manda edificar monumentos magníficos nas margens do Tejo, enquanto as caravelas descarregam produtos exóticos para abastecer uma Europa que já não pode viver sem eles.
Mas esta cidade de ouro esconde uma zona de sombra. As fogueiras da Inquisição começam a acender-se, e em breve Filipe II de Espanha vem instalar-se na "oitava maravilha de Castela". Recuperada a independência, Lisboa é destruída em 1755 por um gigantesco tremor de terra. O marquês de Pombal sonha fazer dela uma idade das Luzes, mas o sofrimento de Lisboa não acabara ainda. As tropas napoleónicas ocupam-na, enquanto a família real se refugia no Brasil. Novamente livres, os Lisboetas assistem ao regicídio, em 1908, e a uma efémera república que a ditadura de quase cinquenta anos vem substituir. Refugiada no passado, na mitologia do fado e dos touros, só na década de 1970 Lisboa reencontrará o seu lugar de capital europeia."


Agradecimento:
Este livro foi-me emprestado por uma grande mulher, uma autêntica guerreira e por quem tenho grande afecto e consideração, é ela Ana de Madureira! Uma pessoa que tive o privilégio de conhecer e com ela aprendi o verdadeiro significado de amar a vida e vivê-la sem reservas!!

Por isso aproveito para deixar aqui um agradecimento não só pelo livro que me emprestou por saber o quanto gosto de Lisboa, tal como a Ana, como também pela sua companhia e carinho.

Um grande beijinho!

Opinião:
Lisboa, ao longo dos anos sofreu mutações devido às ocupações que ia sofrendo.
Fruto apetecível pelos "reconsquistadores", que salivavam por ocupar uma terra marcada por uma reputação de opulência e características invulgares, a cada passo Lisboa dava mostras do seu dinamismo e recompunha-se depois de cada ocupação que sofria.

Todas estas invasões foram deixando a sua marca. Nesta obra conhecemos e praticamente "vivemos" as invasões de uma forma muito imaginativa!!
Ler História de Lisboa é uma autêntica viagem, passamos pelos vários reinados, conhecemos a história por detrás de cada local, cada praça, rua, edifício, casa senhorial...até ao sismo devastador de 1755! E recomeçamos a viagem à medida que outros locais ganham história e a recuperação de Lisboa é conseguida, porém muitos locais tão belos foram perdidos.

Esta obra aborda a peste que ceifou a vida a muitos habitantes, como também a desconfiança característica da população.
Acompanhamos ainda o desespero dos judeus que foram obrigados a converter-se em cristãos e mais tarde são vítimas de uma população cruel e assassina.
A época dos descobrimentos e o tempo dos escravos também está presente na obra. As obras de Marquês de Pombal ocuparam a minha especial atenção. Tal como a chegada de Salazar, que de mansinho tomou posse de Portugal, ditando as regras que o país inteiro deveria cumprir.

Para aguçar um pouco a curiosidade e para vos mostrar que a obra não é monótona, muito pelo contrário, deixo aqui um excerto:

"Corroída pelo álcool,[Maria Severa Onofriana] acaba por morrer aos vinte e seis anos devido a uma indigestão provocada por uma patuscada de pombos recheados. Desde então, o fado encarnará «a tristeza, a paixão, a dor e o pecado», e, em homenagem a essa filha das ruas, as fadistas passam a usar sobre os ombros um xaile preto franjado."
"A razão por que o fado depressa deixou os bairros populares e chegou aos salões resulta da sua capacidade de materializar o fatalismo, indissociável da mentalidade lisboeta."

A História de Lisboa é um livro agradavelmente envolvente, que nos conta a história de uma cidade que se recompôs das suas feridas e é hoje tão viva e cheia de cultura. 

De página em página, vamos conhecendo os cantos à casa e acompanhando o progresso desta cidade, redescobrindo uma Lisboa que tem tanto de bela como de misteriosa!!

História de Lisboa é uma obra que faz justiça à bela cidade que é Lisboa.

É um livro de história, mas li como se fosse um romance!!!

Boas Leituras!

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Vencedora Passatempo Editorial Bizâncio: «Verdade e Consequência», Michael Palin.

Terminou o passatempo com a parceria da Editorial Bizâncio, com oferta do livro «Verdade e Consequência», Michael Palin.

Mas antes de anunciar o/a vencedor(a), as respostas correctas são:
1- era escritor;

Conforme as regras do passatempo, o vencedor é seleccionado através do programa Random.org. 

Sem mais demoras a vencedora é:

n.º 23  - Célia Inácio

Parabéns Célia Inácio!
Entretanto já foi contactada por email para confirmar a morada.

Obrigada a todos os participantes!
Estejam atentos aos próximos passatempos!

Boas leituras!