terça-feira, 10 de outubro de 2017

OPINIÃO! "Aurora", de Friedrich Nietzsche

Título: Aurora
Autor:  Friedrich Nietzsche 

Sinopse:
"Lancei-me num empreendimento que não pode ser o de toda a gente: avancei em profundidade, perfurei as bases e comecei a examinar e a minar uma velha confiança sobre a qual nós, os filósofos, temos o costume de construir, desde há alguns milénios, como sobre o terreno mais firme - e reconstruímos sem descanso, embora até hoje todos os edifícios tivessem ruído: começo a minar a vossa confiança na moral".
Aurora, escrito entre 1879 e 1881, pertence à segunda fase da obra de NIETZSCHE e constitui o início do imenso trabalho de crítica aos IDEAIS que se acham na base dos nossos princípios religiosos, morais e metafísicos, denunciados por NIETZSCHE como demasiado humanos e que culminará na elaboração de ZARATUSTRA e da GENEALOGIA DA MORAL." 


Opinião:
Ler este livro foi uma experiência que se revelou enriquecedora e espantosa!
É uma viagem em volta do indivíduo, que vai ao mais intimo do seu ser....uma análise do ego, da sua loucura...um estado de espírito deveras interessante.
As questões são absurdamente compenetrantes e sensíveis, ao ponte de gerar em nós, leitores, uma reflexão acentuada e obriga-nos a pensar!!! 

Ao ler a obra de NIETZSCHE, é como se ficássemos automaticamente envoltos na sombra do nosso próprio ego, sensaborronos da nossa miserável pacatez e falta de acção. Senão vejamos,  o que é a razão dentro do "livre arbítrio" conjugada com a "loucura natural do ser humano"?

Um ponto que me ressaltou à vista e que opto por focar aqui é a clara divergência entre, o que nos é imposto por educação e por hábitos, e a forma como devemos agir perante a realidade que se nos apresenta aos nossos olhos, ou seja, com clareza, lucidez e atrevo-me a dizer enfrentando os perigos da mente.
Em virtude disso, questiono-me, um instinto pode ser violento? Impede a evolução e auto-descoberta do homem? No capítulo de "auto-domínio", o autor descreve 6 métodos para combater a violência de um instinto. Muito interessante!

O autor consegue desarmar o ser complexo que é o ser humano, numa busca pelo ser mais próximo de um "super-homem".

Para mim é um livro altamente disciplinar e e com algumas linhas de orientação fascinantes, um livro filosófico muito, muito cativante.

Boas leituras!

domingo, 24 de setembro de 2017

OPINIÃO! «Mente-me, Por Favor», de Goreti Sampaio Pinto

Mente-me, Por Favor
Autor: Goreti Sampaio Pinto
Data de publicação: Novembro de 2016
Número de páginas: 204
ISBN: 978-989-51-8983-0
Colecção: Viagens na Ficção
Género: Ficção
Idioma: Pt


Sinopse:
Um homem apaixonado por uma mulher e casado com outra.
Uma mulher que engravida no momento errado. 
E uma terceira pessoa, que vem baralhar ainda mais os dados.
Quantas mentiras cabem num amor?
Rebeca fez uma pausa nas teclas do Mac e olhou para Rodrigo.
Quem era, realmente, o homem que tinha à sua frente?
Um sádico?
Ou um homem desesperado que se agarrava ferozmente
à extremidade de um abismo para não se despenhar nele?

Opinião:
Este livro causou-me bastante impacto porque aborda várias perspectivas,. Com ele passamos a conhecer "o outro lado, a outra versão" numa traição e indubitavelmente, o sofrimento de quem se vê envolvido numa relação amorosa que não é formada apenas por duas pessoas.

Quero dizer com isto, que Rodrigo é uma personagem que demonstra e bem, o marido traidor, que procura algo mais fora do casamento e que apesar disso não admite a hipótese que a sua mulher possa encontrar alguém com quem iniciar um relacionamento ...
Porém, Rodrigo vê em Sara a mulher por quem ele se apaixonou verdadeiramente, a sua cara metade, a sua companheira...mas será mesmo assim? E será suficiente? 

É de facto uma leitura bastante singular, que pelas palavras de Rebeca passamos a conhecer verdadeiramente Rodrigo, as suas aventuras, o seu olhar perdido e excitado, a sua amargura e solidão..mas ao mesmo tempo, encantador e talvez...demasiado irresistível para Rebeca...


Boas Leituras!!! 

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

OPINIÃO! «Vaticanum», de José Rodrigues dos Santos

Vaticanum
Autor: José Rodrigues dos Santos 
ISBN: 9789896167332
Edição ou reimpressão: 10-2016
Editor: Gradiva
Idioma: Português
Dimensões: 156 x 229 x 36 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 608

Sinopse:
"Um comando do estado islâmico entra clandestinamente no Vaticano e o Papa desaparece. Horas depois surge na internet um vídeo em que os terroristas mostram o Sumo Pontífice em cativeiro e fazem um anúncio chocante: O PAPA SERÁ DECAPITADO EM DIRECTO À MEIA-NOITE. O relógio começa a contar. O rapto do Papa desencadeia o caos. Milhões de pessoas saem à ruas, os atentados sucedem-se, mutiplicam-se os confrontos entre cristãos e muçulmanos, vários países preparam-se para a guerra. 

Apanhado no epicentro da crise quando trabalha nas catacumbas da Basílica de São Pedro, Tomás Noronha vê-se envolvido na investigação para descobrir o paradeiro do Papa e cruza-se com um nome enigmático: OMISSIS. A pista irá conduzi-lo ao segredo mais sombrio da Santa Fé.

Usando informação genuína para nos revelar o que se esconde nos bastidores do Vaticano, o escritor preferido dos portugueses está de regresso com o thriller do ano. Com Vaticanum José Rodrigues dos Santos mostra mais uma vez por que razão é considerado mestre do mistério real."

Opinião:
Mais uma vez o autor deixa-nos maravilhados com as suas obras, José Rodrigues dos Santos é sem dúvida nenhuma um grande escritor.

Tomás é a minha personagem favorita e tem pela frente um mistério para resolver, mas para isso vai ser necessário muita perícia e capacidade de resolução e enfrentar poderosos que vão dificultar a vida de Tomás
Desistir não é opção para alguém tão teimoso e curioso como Tomás, e em boa verdade, neste caso é a vida do próprio Papa que está em jogo.

Um thriller de cortar a respiração, cada página fala por si e não é fácil parar de ler!

Boas Leituras!

terça-feira, 12 de setembro de 2017

OPINIÃO! «Noites Escaldantes», Sylvia Day

Noites Escaldantes
Autor: Sylvia Day 
ISBN: 9789897100826
Edição ou reimpressão: 03-2014
Editor: Edições Chá das Cinco
Idioma: PortuguêsDimensões: 159 x 229 x 12 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 240


Sinopse:
"Connor é um guardião dos sonhos e está presente em todas as fantasias eróticas de mulheres. Ao vaguear no mundo etéreo, oferece às mulheres prazeres inimagináveis. Mas ele sabe que um terrível perigo ameaça destruir o seu mundo, bem como o mundo dos mortais, e assim é forçado a viajar à terra… e cair nos braços da sedutora Stacey Daniels. 
Stacey sempre se sentiu atraída pelo tipo errado de homens e o homem musculado e de aparência viking que lhe surge à porta não é exceção. Mal consegue acreditar que o guerreiro ferido vem de outro mundo, um mundo onde sonhos eróticos são necessários para sobreviver, um mundo cheio de perigos que ele trouxe para a sua casa. Connor descobre conforto na paixão entre ambos e sente Stacey a render-se às suas promessas, mas apenas o tempo poderá dizer se isso será suficiente para derrotar o inimigo que o persegue…"

Opinião:
A autora já é bem conhecida por deliciar os leitores com páginas cheias de erotismo e sensualidade. "Noites Escaldantes" promete isso mesmo, mas com um toque de diversão. Stacey e Connor estão unido pelo sexo, intimidade cada vez mais forte e pelas fantasias de cada um, no entanto têm que enfrentar algo mais...o inimigo que ameaça a felicidade deles.


Boas Leituras!

domingo, 3 de setembro de 2017

OPINIÃO! «Vaidade Fatal», de Ruth Rendell

Vaidade Fatal
Autor: Ruth Rendell 
ISBN: 9789721023178
Edição ou reimpressão: 04-1986
Editor: Publicações Europa-América
Idioma: Português
Dimensões: 113 x 174 x 7 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 140
Tipo de Produto: Livro 
Coleção: Livros de Bolso / Serie Clube do Crime Classificação 
Temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller


Sinopse: 
"Quem acreditaria que a vida de Alice Whittaker podia mudar? Tinha trinta e sete anos de idade, era rica, mas desengraçada, e não exercia qualquer profissão.
É então que, repentinamente, Alice conhece e desposa o elegante Andrew Fielding, alguns anos mais novo que ela; e nem sequer os mexericos segredados pelas amigas conseguem destruir-lhe a felicidade.
Porém, com o mesmo carácter repentino com que Andrew surgire na vida de Alice, a sua bonita amiga Nesta desaparece dela. Nesta deixa atrás de si um rasto entrecortado de interrogações e pistas confusas que leva Alice, da segurança superfície do quotidiano, a penetrar no mundo mais sombrio que há abaixo dela, onde nada é o que parece... e onde tudo pode ser cometido por quem quer que seja: até mesmo o assassínio."

Opinião:
Uma verdadeira contadora de histórias! "Vaidade Fatal" é um livro delicioso, tão bem escrito, com uma história intrincada e bem pensada, 140 páginas com uma escrita verdadeiramente notável.

É um livro cuja edição é de 1986, para mim uma autêntica relíquia e terapia para alma!!! :D 

Tem um início que considerei bastante confuso, mas ao mesmo tempo curioso. Quando dei por mim, já não conseguia parar de ler e desconfiava de tudo e de todas as personagens, como se fizesse parte da súbita doença e desconfianças de Alice. 

Boas Leituras!

OPINIÃO! «A Intriga e a Herança», Elizabeth Edmondson

A Intriga e a Herança
Autora: Elizabeth Edmondson 
Edição: Edições Asa, 
Setembro de 2016  ‧ 
Isbn: 9789892336459 

Sinopse:
"É Natal em Selchester, mas o ambiente é tudo menos tranquilo…
O novo herdeiro do Castelo de Selchester, o viúvo americano Gus Fitzwarin, está prestes a chegar com as filhas adolescentes, Babs e Polly… e são poucos os que estão contentes com a notícia. Os recém-casados Hugo e Freya Hawksworth receiam estar prestes a perder um dos seus sítios preferidos. Lady Sonia Richmond, que se considera a legítima herdeira do castelo, vê os seus planos ir por água abaixo. A jovem Georgia olha com desconfiança as novas "intrusas". E nem as próprias irmãs Fitzwarin estão felizes com a súbita mudança para a Inglaterra rural… 

 Para piorar as coisas, Hugo desconfia que Gus corre perigo de vida. Mas tem também outros assuntos preocupantes em mãos, nomeadamente, um caso antigo que envolve o roubo de obras de arte e espiões da Guerra Fria. O ambiente já é tenso entre todos, mas as circunstâncias obrigam-nos a permanecer juntos no castelo... e quando aparece um cadáver na estufa, as perguntas sucedem-se. Seria Gus o alvo? Qual a ligação entre os estranhos acontecimentos na vila e no castelo e as investigações de Hugo? Conseguirão resolver o mistério antes que seja tarde de mais?

  O segundo volume da série Selchester vem consagrar Elizabeth Edmondson, uma das escritoras mais queridas dos leitores portugueses."

Opinião:

"A Intriga e a Herança" é o segundo volume da série Selchester, uma série que tenciono acompanhar até ao fim!

Neste volume, temos um novo conde! Sim, o herdeiro do Castelo de Selchester é um americano, Gus Fitzwarin, o qual, um pouco desorientado com este novo título e com um Castelo como futura residência permanente, viaja mesmo assim, com as suas duas filhas para Selchester.

Ora, em Selchester reina o nervosismo, enquanto esperam pelo mais recente conde e suspeitam que as decisões de Gus serão no sentido de Freya, Hugo e Georgia procurarem outro local para morarem.

Claro que Lady Sonia, exasperada e ressabiada por ter perdido o seu direito à fortuna do pai, faz-se de convidada para a época festiva do Natal e arrepia caminho até ao Castelo, juntamente com o seu alegado noivo Rupert e um homem estranho de nome Oliver Seynton, a pessoa que Lady Sonia considerou oportuna de manipular para ajudá-la a surripiar uns quadros escondidos no Castelo.

Desta forma, o Castelo de Selchester está cheio de pessoas, algumas com segredos, outras mal intencionadas...certo é que mais uma vez ocorre uma morte...!!!E assim começa mais um mistério que adorei ler!!!


Aqui fica o link do site da autora, onde podem fazer o download de Fencing with dead, para o eReader:
http://elizabethedmondson.com/


Boas Leituras!

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

OPINIÃO! «És O Meu Destino», de Lesley Pearse

És o Meu Destino
Autora: Lesley Pearse;  
Edição: Edições Asa,~
Novembro de 2014  ‧  
Isbn: 9789892328782

Sinopse:
"1938. A Nova Zelândia é um país belo e tranquilo. Um paraíso de onde Mariette, filha de Belle e de Étienne, só pensa em fugir. Cansada da tacanhez da pequena cidade onde vive, ela está disposta a embarcar para a Europa mesmo sabendo que essa viagem poderá ser-lhe fatal. O mundo prepara-se para a guerra, mas, para a irreverente Mariette, ficar é uma alternativa bem pior.
Chegada a Londres, a jovem depressa se deixa encantar pelas suas tentações e esquece o breve vislumbre que teve do amor. Londres é tudo aquilo com que sempre sonhou. Mas a noite do seu vigésimo-primeiro aniversário vai mudar tudo. Os violentos bombardeamentos nazis transformam a cidade mais vibrante da Europa num pesadelo de terror, devastação e morte. Pela primeira vez, ela sente o peso esmagador da solidão. É dos escombros da guerra, porém, que emergirá uma nova Mariette. A adolescente egoísta dá lugar a uma mulher forte, madura e abnegada que está disposta a tudo - até a morrer - para ajudar os mais desprotegidos. E é no seu momento mais vulnerável que o amor lhe bate à porta. Um amor tão inquieto e desesperado quanto o mundo que a rodeia."


Opinião:

O carinho que tenho por esta autora é enorme, só lamento não ter lido os dois primeiros livros desta trilogia, no entanto foi fácil fazer o encaixe das personagens e foi uma leitura muito agradável.



O que mais me agradou, além do romance evidentemente, foi acompanhar a transição de Mariette, que de uma menina indomável, imprevisível e egoísta transformou-se no espaço de 5 anos, numa mulher corajosa e lutadora. Além disso o seu carácter transparece para o leitor muito facilmente ao longo a história. Acompanhar a vida dolorosa de Mariette é como se fosse também uma lição de vida para o leitor.
Ao mesmo tempo, a história da mãe de Mariette vai surgindo, até porque como filha, vai ter que encarar e passar por um processo de aceitação sobre o verdadeiro passado da mãe.
"Da tragédia nasce a força" é uma frase que consta na capa do livro, tão certa!!! pois este romance demonstra muito bem o poder de superar as adversidades impostas por uma guerra, desde a perda dos bens materiais, casas, comida e a terrível perda dos entes queridos, entre tantas outras dificuldades...



Como contadora de histórias de amor, a maior autenticidade que Lesley Pearse pode ter é a simplicidade das suas palavras, que não deixam o leitor indiferente.

Boas Leituras!